Pense Nisso!

Eram aproximadamente 22:00 horas quando um jovem começou a se dirigir para casa. Sentado no seu carro, ele começou a pedir:

- 'Deus! Se ainda falas com as pessoas, fale comigo.  Eu irei ouvi-lo. Farei tudo para obedecê-lo.'

Enquanto dirigia pela rua principal da cidade, ele teve um pensamento muito estranho:

- 'Pare e compre um galão de leite'.

Ele balançou a cabeça e falou alto:

- 'Deus? É o Senhor?'.

Ele não obteve resposta e continuou dirigindo-se para casa. Porém, novamente, surgiu o pensamento:

- 'Compre um galão de leite'.

'Muito bem, Deus! No caso de ser o Senhor, eu comprarei o leite'. Isso não parece ser um teste de obediência muito difícil...

Ele poderia também usar o leite.

O jovem parou, comprou o leite e reiniciou o caminho de casa.

Quando ele passava pela sétima rua, novamente ele sentiu um pedido:

- 'Vire naquela rua'.

Isso é loucura...

- pensou

- e, passou direto pelo retorno.

Novamente ele sentiu que deveria ter virado na sétima rua.

No retorno seguinte, ele virou e dirigiu-se pela sétima rua.

Meio brincalhão ele falou alto

- 'Muito bem, Deus. Eu farei'.

Ele passou por algumas quadras quando de repente sentiu que devia parar.

Ele brecou e olhou em volta.

Era uma área mista de comércio e residência.

Não era a melhor área, mas também não era a pior da vizinhança.

Os estabelecimentos estavam fechados e a maioria das casas estavam

escuras, como se as pessoas já tivessem ido dormir, exceto uma do outro lado que estava acesa.

Novamente, ele sentiu algo:

- 'Vá e dê o leite para as pessoas que estão naquela casa do outro lado da rua'.

O jovem olhou a casa.

Ele começou a abrir a porta mas voltou a sentar-se.

-' Senhor, isso é loucura.

Como posso ir para uma casa estranha no meio da noite?'.

Mais uma vez, ele sentiu que deveria ir e dar o leite. Finalmente,ele abriu a porta...

- 'Muito Bem, Deus, se é o Senhor, eu irei e entregarei o leite àquelas pessoas.

Se o Senhor quer que eu pareça uma pessoa louca, muito bem.

Eu quero ser obediente.

Acho que isso vai contar para alguma coisa, contudo, se eles não responderem imediatamente, eu vou embora daqui'.

Ele atravessou a rua e tocou a campainha.

Ele pôde ouvir um barulho vindo de dentro, parecido com o choro de uma criança.

A voz de um homem soou alto:

- 'Quem está aí? O que você quer?'

A porta abriu-se antes que o jovem pudesse fugir.

Em pé, estava um homem vestido de jeans e camiseta.

Ele tinha um olhar estranho e não parecia feliz em ver um desconhecido em pé

na sua soleira.

- 'O que é?'.

O jovem entregou-lhe o galão de leite.

- 'Comprei isto para vocês'.

O homem pegou o leite e correu para dentrofalando alto.

Depois, uma mulher passou pelo corredor carregando o leite e foi para a cozinha.

O homem a seguia segurando nos braços uma criança que chorava.

Lágrimas corriam pela face do homem e, ele começou a falar, meio soluçando:

- 'Nós oramos.

Tínhamos muitas contas para pagar este mês e o nosso dinheiro havia acabado.

Não tínhamos mais leite para o nosso bebê.

Apenas orei e pedi a Deus que me mostrasse uma maneira de conseguir leite.

Sua esposa gritou lá da cozinha:

- 'Pedi a Deus para mandar um anjo com um pouco de leite...

Você é um anjo?'

O jovem pegou a sua carteira e tirou todo dinheiro que havia nela e colocou-o na mão do homem.

Ele voltou-se e foi para o carro, enquanto as lágrimas corriam pela sua face.

Ele teve certeza que Deus ainda responde aos verdadeiros pedidos.

 

E você tem alguma dúvida que Deus ainda fala com o seu povo??

Deus fala conosco através de tudo, seja de um amigo, seja de nossos pais, do nosso pastor e nas pregações que ouvimos nos cultos. Toda palavra influenciada pelo Espirito Santo vem de Deus, cabe a cada um de nós entendelas e tirar o melhor delas pra nossas vidas!!

Postado Por Thomas Jefferson em 01/08/2011 11:57:10
Visualizações: 16084 | Comentários: 1866

3 Pássaros

George Tomas, um pregador Inglês, apareceu um dia em sua pregação
carregando uma gaiola e a colocou no púlpito, começou a falar:

Estava andando pela rua ontem, e vi um menino levando essa gaiola com 3 pequenos passarinhos dentro, com frio e com medo.

Eu perguntei: Menino o que você vai fazer com esses passarinhos?

Ele respondeu: leva-los para casa tirar as penas e queima-los, vou me divertir com eles.

Quanto você quer por esses passarinhos menino?

O menino respondeu: - O senhor não vai querê-los, eles não servem para nada. São feios!

O pregador os comprou por 10 dólares! E os soltou em uma árvore!

Um dia Jesus e Satanás estavam conversando e Jesus perguntou a satanás o que ele estava fazendo para as pessoas aqui na terra.

Ele respondeu: Estou me divertindo com elas, ensino a fazer bombas e a matar, a usar revolver, a odiar umas a outras, a casar e a divorciar, ensino a abusar de criancinhas, ensino os jovens a usar drogas, a beber e fazer tudo o que não se deve e que os conduzirá a maldição futura!

Estou me divertindo muito com eles!

Jesus perguntou: E depois o que você vai fazer com eles?

Vou matá-los e acabar com eles!

Jesus perguntou: Quanto você quer por eles?

Satanás respondeu: você não vai querer essas pessoas, elas são traiçoeiras, mentirosas, falsas, egoístas e avarentas!

Elas não vão te amar de verdade, vão bater e cuspir no Teu rosto, vão te desprezar e nem vão levar em consideração o que você fizer! Quanto você quer por elas satanás?

Quero toda a tua lágrima e todo o teu sangue!

Trato feito!

E Jesus pagou o preço da nossa liberdade!

Como nós podemos nos esquecer de Jesus! Acreditamos em tudo o que nos ensina, mas sempre questionamos as coisas que vem de Deus!
Todos querem um dia estar com Deus, mas não querem conhecê-lo! E ama-lo! Muitos dizem: Eu acredito em Deus, mas não fazem nada por Ele!

A lição que devemos tirar dessa pequena parábola é que mesmo sendo nós pecadores, indignos da presença de Deus, Ele se importa conosco, pois Seu Filho veio ao mundo foi humilhado, espancado e morto no calvário em resgate de nossas almas, não sou merecedor de tal sacrifício mas ele foi feito e eu, como pecador, reconheci meus pecados aceitei esse sacrifício e serei, pra sempre, infinitamente grato a Deus por ter acreditado que eu merecia outra chance e farei o que tiver ao meu alcance para que todos saibam que o único Senhor é Deus!

Postado Por Thomas Jefferson em 01/08/2011 11:55:27
Visualizações: 6185 | Comentários: 2

Lei de Murphy

Você conhece a Lei de Murphy??

A lei de Murphy é um "ditado popular", que diz que: "se uma coisa pode dar errado, dará". Ou seja, se tem uma única chance de algo dar errado, mesmo que tenha outras 9 chances de dar certo, ela dará errado...
Por exemplo Toda vez que você sai de guarda chuva, não chove e basta você esquecê-lo que cai o maior toró?
No supermercado a sua fila é sempre aquela que anda mais devagar?
Quanto mais atrasado você está para um compromisso, mais sinais vermelhos você encontra?
estes são alguns exemplos da conhecida Lei de Murphy.

Porquê isso ocorre??
É o Poder da Lei de Murphy? É algo sobrenatural?
Não. A "Lei" de Murphy tira proveito e se fortalece da nossa tendência de enfatizar o negativo e não valorizar o que é positivo.
Ela baseia-se no nosso subconciente... como assim??
Se eu passo um ano sem adoecer... ninguem se surpreende, mas se eu adoeço em um momento importante é a bendita Lei... nada disso, nós sempre adoecemos em momentos importates,
não por culpa da lei e sim porque tudo que fazemos tem a sua importancia, mas só percebemos isso quando não podemos mais fazer.

Como surgiu a lei de murphy?

Acredite ou não, Murphy existiu e morou nos Estados Unidos até sua morte em 1990. O capitão Edward A. Murphy Jr. era engenheiro da Força Aérea. Apesar de ter participado de outros testes de design de engenharia nas suas carreiras civil e militar, foi um teste do qual ele participou - quase por acaso - que deu origem à Lei de Murphy. Em 1949, na Base da Força Aérea de Edwards na Califórnia, oficiais conduziam os testes do projeto MX981 para determinar de uma vez por todas quantos Gs (a força da gravidade) um ser humano poderia suportar. Eles acreditavam que suas descobertas poderiam ser aplicadas a futuros designs de aviões.

A equipe usou um trenó foguete chamado "Gee Whiz" para simular a força de uma colisão aérea. O trenó andou a mais de 320 km/h em um trilho de 800 metros, chegando a uma brusca parada em menos de um segundo. O problema era que, para descobrir quanta força uma pessoa aguentaria, a equipe precisava de uma pessoa de verdade para fazer o experimento. É aí que entra o coronel John Paul Stapp. Stapp foi um físico de carreira da Força Aérea e se ofereceu para dar uma volta no trenó-foguete. Durante vários meses, Stapp andou várias vezes no aparelho e cada volta era uma tortura física. Ele acabou com ossos quebrados, concussões e vasos sanguíneos rompidos nos olhos, tudo em nome da ciência .

Murphy frequentou um desses testes, levando um presente: um conjunto de sensores que poderiam ser presos às cintas que prendiam Stapp ao trenó-foguete. Os sensores eram capazes de medir a quantidade exata de força G aplicada quando o trenó-foguete fazia a parada súbita, tornando os dados mais confiáveis.

Há várias histórias sobre o que aconteceu naquele dia e sobre quem contribuiu com o quê para a criação da Lei de Murphy, mas o que segue está bem próximo do que aconteceu realmente.

O primeiro teste depois que Murphy prendeu seus sensores nas cintas produziu uma leitura igual a zero - todos os sensores haviam sido conectados de forma incorreta. Para cada sensor, havia duas maneiras de fazer a conexão e cada um deles foi instalado de maneira incorreta.

Quando Murphy descobriu o erro, resmungou alguma coisa sobre o técnico, que foi supostamente responsabilizado pelo estrago. Murphy disse algo como "se há duas formas de fazer alguma coisa e uma delas vai resultar em um desastre, é assim que ele vai fazer".

Pouco tempo depois, Murphy voltou para o Aeroporto Wright, sua base. Mas Stapp, conhecido por seu senso de humor e perspicácia, reconheceu a universalidade do que Murphy havia dito e em uma coletiva de imprensa disse que a segurança da equipe do trenó foguete deveu-se à Lei de Murphy. Ele disse à imprensa que a Lei significava que "Tudo que pode dar errado dá errado" .

Bastou isso. A Lei de Murphy começou a aparecer em publicações aeroespaciais e, logo depois, caiu na cultura popular tendo inclusive sido transformada em livro nos anos 70.

Postado Por Thomas Jefferson em 01/08/2011 11:54:29
Visualizações: 5696 | Comentários: 211

O Rei e suas 4 Esposas

[TEXTO RETIRADO DE UM E-MAIL]

Era uma vez...um rei que tinha 4 esposas.

Ele amava a 4ª esposa demais e vivia dando-lhe lindos presentes, jóias e roupas caras. Ele dava-lhe de tudo e sempre do melhor.

Ele também amava muito sua 3ª esposa e gostava de exibí-la aos reinados vizinhos.
Contudo, ele tinha medo que um dia, ela o deixasse por outro rei.

Ele também amava sua 2ª esposa. Ela era sua confidente e estava sempre pronta para ele, com amabilidade e paciência. Sempre que o rei tinha que enfrentar um problema, ele confiava nela para atravessar esses tempos de dificuldade.

A 1ª esposa era uma parceira muito leal e fazia tudo que estava ao seu alcance para manter o rei muito rico e poderoso, ele e o reino.Mas, ele não amava a 1ª esposa, e apesar dela o amar profundamente, ele mal tomava conhecimento dela.

Um dia, o rei caiu doente e percebeu que seu fim estava próximo. Ele pensou em toda a luxúria da sua vida e ponderou:
— É, agora eu tenho 4 esposas comigo, mas quando eu morrer, com quantas poderei contar?

Então, ele perguntou à 4ª esposa:
— Eu te amei tanto, querida, te cobri das mais finas roupas e jóias. Mostrei o quanto eu te amava cuidando bem de você. Agora que eu estou morrendo, você é capaz de morrer comigo, para não me deixar sozinho?

— De jeito nenhum! respondeu a 4ª esposa, e saiu do quarto sem sequer olhar para trás.

A resposta que ela deu cortou o coração do rei como se fosse uma faca afiada.
Tristemente, o rei então perguntou para a 3ª esposa:
— Eu tambem te amei tanto a vida inteira. Agora que eu estou morrendo, você é capaz de morrer comigo, para não me deixar sozinho?

— Não!!!, respondeu a 3ª esposa.
— A vida é boa demais!!! Quando você morrer, eu vou é casar de novo.
O coração do rei sangrou e gelou de tanta dor.

Ele perguntou então à 2ª esposa:
— Eu sempre recorri a você quando precisei de ajuda, e você sempre esteve ao meu lado. Quando eu morrer, você será capaz de morrer comigo, para me fazer companhia?

— Sinto muito, mas desta vez eu não posso fazer o que você me pede! respondeu a 2ª esposa.
— O máximo que eu posso fazer é velar o seu corpo e enterrar você!


Essa resposta veio como um trovão na cabeça do rei, e mais uma vez ele ficou arrasado.
Daí, então, uma voz se fez ouvir:

— Eu partirei com você e o seguirei por onde você for...

O rei levantou os olhos e lá estava a sua 1ª esposa, tão magrinha, tão mal nutrida, tão sofrida...
Com o coração partido, o rei falou:

— Eu deveria ter cuidado muito melhor de você enquanto eu ainda podia...

Na verdade, nós todos temos 4 esposas nas nossas vidas...

Nossa 4ª esposa é o nosso corpo. Apesar de todos os esforços que fazemos para mantê-lo saudável e bonito, ele nos deixará quando morrermos...

Nossa 3ª esposa são as nossas posses, as nossas propriedades, as nossas riquezas. Quando morremos, tudo isso vai para os outros.

Nossa 2ª esposa são nossa família e nossos amigos. Apesar de nos amarem muito e estarem sempre nos apoiando, o máximo que eles podem fazer é nos enterrar...

E nossa 1ª esposa é a nossa ALMA e o Espírito que Deus nos deu, muitas vezes deixada de lado por perseguirmos, durante a vida toda, a Riqueza, o Poder e os Prazeres do nosso Ego...

Apesar de tudo, nossa Alma e o Espírito de Deus estão conosco, permita que Ele haja em sua vida e a unção de Deus se manifestará em sua vida...Agradeça à Deus pelo seu santo Espírito que nos foi dado no dia do Pentecoste...O Espírito Santo é uma pessoa (Trindade) e só se manifestará em sua vida se você permitir, mas Ele está ao seu lado todos os dias ancioso pelo dia em que você dira Espírito Santo guia meus paços( O Espirito Santo é a presença de Deus na Terra )

Recomendo que leião o Livro Bom Dia Espírito Sando do Benny Hinn

Fiquem na paz e atá a próxima postagem!!

Postado Por Thomas Jefferson em 01/08/2011 11:52:52
Visualizações: 6226 | Comentários: 219

A Bíblia e o Celular

Recebi este e-mail e resolvi compartilhar com vc's para que divulguem.

Já imaginou o que aconteceria se tratássemos a nossa Bíblia do jeito que tratamos o nosso celular?
E se sempre carregássemos a nossa Bíblia no bolso ou na bolsa?
E se déssemos uma olhada nela várias vezes ao dia?
E se voltássemos para apanhá-la quando a esquecemos em casa, no escritório... ?
E se a usássemos para enviar mensagens aos nossos amigos?
E se a tratássemos como se não pudéssemos viver sem ela?
E se a déssemos de presente às crianças?
E se a usássemos quando viajamos?
E se lançássemos mão dela em caso de emergência?
Ao contrário do celular, a Bíblia não fica sem sinal. Ela 'pega' em qualquer lugar.
Não é preciso se preocupar com a falta de crédito porque Jesus já pagou a conta e os créditos não têm fim. E o melhor de tudo: não cai a ligação e a carga da bateria é para toda a vida.

'Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto'! (Is 55:6)

TELEFONES DE EMERGÊNCIA:

Quando você estiver triste, ligue João 14.
Quando pessoas falarem de você, ligue Salmo 27.
Quando você estiver nervoso, ligue Salmo 51.
Quando você estiver preocupado, ligue Mateus 6:19,34.
Quando você estiver em perigo, ligue Salmo 91.
Quando Deus parecer distante, ligue Salmo 63.
Quando sua fé precisar ser ativada, ligue Hebreus 11.
Quando você estiver solitário e com medo, ligue Salmo 23.
Quando você for áspero e crítico, ligue 1 Coríntios 13.
Para saber o segredo da felicidade, ligue Colossenses 3:12-17.
Quando você sentir-se triste e sozinho, ligue Romanos 8:31-39.
Quando você quiser paz e descanso, ligue Mateus 11:25-30.
Quando o mundo parecer maior que Deus, ligue Salmo 90.

Anote em sua agenda, um deles pode ser IMPORTANTE a qualquer MOMENTO em sua VIDA !!!

... que Deus nos abençoe...

Postado Por Thomas Jefferson em 01/08/2011 11:51:14
Visualizações: 128695 | Comentários: 2103

Parábola: Os noivos

(HISTÓRIA RETIRADA DA PREGAÇAO APRESENTADA NA R ÁDIO AMÉM FM)

Um casal muito apaixonado resolve noivar, a moça muito bonita, mas era cega, o rapaz enxergava, mas não tinha parecer nem formosura. Quando ele pediu a moça em casamento disse que ela poderia fazer-lhe qualquer pedido que ele realizaria. Ela disse-lhe que o que ela queria ele não poderia dar. Ele, insistindo, disse que realizaria qualquer pedido. Então ela pediu para voltar a enxergar, para poder contemplar a face do seu amado. Ele, receoso, perguntou se ela continuaria a amá-lo mesmo se descobrisse que ele era feio, e ela respondeu-lhe que o amava de todo o coração e isso nunca iria mudar. Então o jovem foi ao médico e pediu que fossem transplantadas as suas córneas para sua amada.

Após o transplante o jovem noivo foi visitar sua amada, mas quando adentrou a sala, de posse de uma bengala, a garota perguntou quem ele era, e com a voz tremula, ele respondeu que ele era o amado de sua alma. A garota retrucou dizendo-lhe que ele não poderia ser o seu amado pois o homem a quem ela amava era belo e não era cego, e pediu-lhe que se retirasse. Ele com os olhos cheios de lagrimas disse-lhe que imaginou que isso iria acontecer, mas ele acreditou em seu amor. E continuou, já que você não quer continuar com ele pelo menos cuide bem dos seus olhos pois eles já lhe foram muito úteis. Dando as costas ele saiu cabisbaixo.

Muitos estão fazendo como a noiva, Cristo deu a sua vida por nós na cruz e estamos abandonando-o porque Ele não tem nem parecer nem formosura para as suas vontades mundanas, mas Ele não vai desistir de você, Ele não vira as costas a seus filhos, pois somente Ele insiste e perdoa os nossos pecados e não nos abandona nunca.

Postado Por Thomas Jefferson em 01/08/2011 11:28:39
Visualizações: 21310 | Comentários: 1918

Adoração à tecnologia

Como já vimos na introdução, a tecnologia não é o fim, mas sim o meio a serviço do homem. Cabe aos cristãos discernir entre o bem e o mal, como escreveu Paulo em sua primeira carta aos Tessalonicenses "Examinai tudo. Retende o bem" (1 Ts. 5:21), e disse aos Corintios “Todas as coisas me são licitas, mas nem todas me convêm. Todas as coisas me são licitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.”(1 Co. 6:12). Mas alguns se deixam levar pela admiração da tecnologia e essa é o principal ingrediente da adoração. E começamos a nos curvar diante do que nos surpreende. Infelizmente, no mundo em que vivemos, há pouca gente que fica maravilhada diante do que Deus é e faz. Vivemos numa época quando alguns dos grandes mistérios e complexidades da vida foram "bem" explicados pela ciência. Testemunhamos o homem subir às montanhas do Himalaia, mergulhar nas profundezas do oceano e até andar na superfície da lua. Através dos documentários na televisão, assistimos coisas tais como a realização de uma cirurgia no cérebro e a erupção de vulcões. A ciência computadorizada nos forneceu processadores de dados, CD’s, mísseis, DVD's, robôs e muito mais. A multiplicação da ciência já era prevista em Daniel 12:4 e esse acontecimento é mais um sinal do fim dos tempos. Achamos que temos tudo mais ou menos sob nosso controle, tudo está classificado e identificado. E não percebemos que estamos adorando a deuses tecnológicos e científicos, esquecendo de adorar o verdadeiro Deus.

Passamos horas prostrados diante das invenções da ciência. Ficamos de boca aberta vendo uma "bomba inteligente" buscar um alvo tão pequeno quanto uma chaminé. Ficamos fascinados e atônitos em relação ao que o homem foi capaz de realizar, mas nem ligamos para o que Deus faz. Quando vemos uma cura, quando vemos um irmão falando em línguas e adorando a Deus verdadeiramente, ficamos nos perguntando será se isso é real e não percebemos que isso é obra do inimigo que anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar (1 Pedro 5:8).

A tecnologia tornou-se um ídolo. Na mente de muita gente ela é a realidade suprema (Pai), a realidade que ilumina (Espírito) e a realidade que redime (Filho). É claro que sabemos que o pecador perdido está cego espiritualmente e seu coração está em trevas, de modo que não pode perceber as coisas de Deus. Mesmo assim fica o fato de que as coisas mais espantosas que os homens já puderam ver são aquelas que pertencem ao Deus eterno, pois Ele é "Aquele que só faz maravilhas". Salmo 136:4. "A sua glória está sobre a terra e o céu". Salmo 148:13. Quando um crente adora, ele fica numa atitude de admiração santa (isto mesmo, ele se prostra) diante de Deus – sabendo que neste momento ele vê o que é invisível, conhece o que é desconhecido, compreende o incompreensível e sente o que é eterno. Ao ficar atônito, fascinado, surpreendido, às vezes até completamente dominado, com tanta admiração, o crente aquece a alma na glória de Deus.

As maravilhas de Deus induzem a nossa adoração, já tecnologia, quando mal empregada, nos induz a perdição.

Postado Por Thomas Jefferson em 01/08/2011 11:22:31
Visualizações: 23151 | Comentários: 1927